Painel de TV: melhor altura para enxergar, distância do sofá e mais

Apesar do orçamento um pouco apertado e da vida corrida de quem acabou de casar, é possível trazer todo charme, estilo e funcionalidade para a casa nova  mesmo se não tiver tanto espaço sobrando. Para isso, a palavra-chave é planejamento. Se o casal é fã de um programinha a dois, com pipoca e Netflix, nada melhor do que ter a sala bem planejada com um painel de TV sob medida.

Então, para que o casal não se desgrude por causa de dor no pescoço e vista cansada, a gente preparou um passo a passo para mostrar a melhor maneira de aproveitar o espaço da TV, deixando seu cinema particular confortável e bacana. Isso tudo aproveitando seu dinheiro da melhor maneira. Confira!

Posicionamento ideal do painel de TV 

O primeiro passo para acertar na sua sala de TV é escolher onde ficará o sofá. Lembre-se de que a parede escolhida para o painel de TV deve ser, de preferência, aquela de frente para o sofá.

Vale a pena optar por colocar a TV na parede que bate menos sol ao longo do dia, impedindo que haja reflexo e até mesmo evitando que o aparelho seja danificado, exposto ao calor, dependendo da incidência de luz.

Medida certa da tela

O próximo passo é sentar no sofá. Tente se acomodar da maneira mais natural e confortável e peça para alguém medir a distância de seus olhos até a parede, em centímetros. Subtraia 10 centímetros desse valor e, em seguida, divida o resultado por 5.

Por exemplo, se a distância dos olhos até a parede é de 260 cm, subtraindo 10 cm da espessura da TV e do painel, ficamos com 250 cm e, ao dividir por 5, chegamos ao valor de 50. O tamanho ideal da televisão para essa sala é de 50 polegadas, ou seja, para cada tamanho de sala de TV, existe uma dimensão ideal de tela.

Esse cálculo impede que você se sinta como se estivesse assistindo a um jogo de tênis enquanto vê um filme, virando a cabeça de um lado para o outro para conseguir colocar toda a cena em seu campo de visão.

O interessante do painel é que, além de ser uma tendência, economiza espaço com estilo, levando a televisão para o mais longe possível do sofá. Normalmente, a utilização de outras opções como racks, em que a TV fica apoiada nos pés e mais próxima do sofá, acaba havendo maior limitação do tamanho da tela.

Comprar uma TV de tamanho maior pode trazer prejuízo, pois, além de ser mais cara, ela pode ser desproporcional ao tamanho da sala, trazer desconforto e até mesmo arrependimento.

Altura da tela

Depois das contas com relação à altura, a dica é bem simples: o centro da tela deve estar a aproximadamente 1,20 m do chão, podendo variar um pouco conforme a altura do sofá. Para ficar tudo certinho, é sempre bom testar a posição antes de instalar a televisão no painel de TV e ver se gera algum desconforto. Se possível, teste com alguém lendo legendas, assentado e deitado, para identificar se há alguma dificuldade.

O painel de TV

A televisão deve estar centralizada com o sofá. No entanto, o painel de TV não precisa necessariamente acompanhar esse alinhamento. É nesse ponto que surge a oportunidade de dar mais personalidade ao ambiente e fazer escolhas com mais liberdade. Para móveis projetados sob medida, existe a opção de utilizar um painel assimétrico com outras funcionalidades, que também auxiliam no melhor uso do espaço e acrescentam estilo ao ambiente.

Quando não é possível alinhar a TV e o sofá por conta de pouca metragem disponível na parede do painel de TV, existem algumas opções como, por exemplo, fazer um painel sob medida que equilibre os ambientes corretamente, estendendo a parede.

Gostou do passo a passo para instalar o painel de TV na sua casa? Então não deixe de pôr tudo em prática e assine nossa newsletter para receber mais dicas sobre como otimizar seu espaço com estilo e o melhor custo-benefício!

Como a apresentação do projeto 3D ajuda no planejamento dos ambientes

Independentemente do tamanho do seu apartamento ou da sua casa, seja ele grande ou pequeno, a apresentação do projeto 3D será uma grande aliada na hora de compreender as melhores opções.

Planejar a decoração da sua casa, fazendo a combinação de cores como uma profissional é possível e mais fácil do que você imagina! A decoração reflete muito o gosto pessoal. Por isso, é importante respeitar também a sua vontade, mas, caso esteja indecisa entre alguns tipos de decoração, saiba que um decorador pode ajudar no projeto do seu apartamento.

Para que você possa desenvolver e trabalhar melhor o seu olhar crítico sobre a futura decoração do seu imóvel, hoje em dia encontramos facilmente alguns programas que permitem você desenhar a planta baixa e decorar da forma que você achar melhor. Listamos alguns logo abaixo, confira.

Sweet Home 3D

Esse é um programa que precisa ser instalado no computador, mas não se preocupe, a instalação não irá ocupar muito espaço no disco rígido (HD). Um ponto positivo para esse software é que ele possui uma versão em português.

O programa conta com alguns móveis em sua biblioteca e, caso queira, você poderá fazer o download de diversos mobiliários para compor todos os ambientes que desejar.

É possível importar uma imagem da planta de seu apartamento e desenhar as paredes por base no projeto, dessa forma, você terá um ambiente com as dimensões bem fiéis. Enquanto a planta 2D está sendo desenhada, é possível acompanhar o resultado da apresentação do projeto 3D. Para acessar o site do desenvolvedor clique aqui.

pCon Planner

Por ser um programa mais voltado para o público profissional, o pCon Planner possui uma área de trabalho um pouco mais complexa que os outros programas aqui citados, mas não se preocupe pois também é muito intuitivo.

A sua biblioteca atende muito bem para uma decoração mais simples, mas outro ponto positivo é que o programa dispõe de um navegador interno para buscas de objetos complementares. Dessa forma o seu projeto poderá ficar com a sua cara, como você realmente imaginava!

Roomle

Este site e aplicativo é ideal para você que está executando diversas tarefas no dia a dia! Como dito anteriormente, o Roomle possui uma completa integração entre computador, smartphones e tablets.

Você poderá começar a decorar o seu apartamento enquanto está aguardando para ser atendida e terminar ao chegar em casa, usando o computador!

Um ponto negativo é que não possui muitos objetos e tão pouco muitas variações deles. O Roomle é perfeito para quem deseja situar melhor a posição dos objetos.

Até o momento desta publicação, ele não possui tradução para o Português, e outro ponto negativo é a qualidade final das texturas e imagens. Mas é um programa muito fácil de usar e que certamente irá te surpreender positivamente! Pode acreditar!

Se anteriormente existiam dúvidas, após a apresentação do projeto 3D não restará nenhuma. Esse tipo de projeto é extremamente importante para que você compreenda melhor todos os ambientes e móveis que serão trabalhados.

Além de poder contextualizar melhor as suas ideias, esse é um recurso que irá lhe poupar tempo na hora de escolher os modelos e acabamentos.

Pensando justamente na sua comodidade e na agilidade do seu projeto é que a Por Minas trabalha com a apresentação de projetos 3D! Desta forma sua decoração ganha vida e você mais tempo para decidir outros detalhes tão importantes.

Fique por dentro de todas as novidades, assine a nossa newsletter e receba tudo em primeira mão!

Traje para o noivo: terno ou fraque no grande dia?

Os detalhes de uma festa de casamento são muitos, desde a escolha da decoração, do buffet até a definição da roupa dos noivos. As opções de vestidos para as noivas são muitas, como os trajes tipo princesa, sereia etc. Mas para os noivos em geral as opções se resumem a terno ou fraque.

A escolha do traje para o noivo irá depender de alguns fatores como o horário, estilo da festa, grau de formalidade, entre outros. Para ajudar a tornar a escolha mais fácil, separamos algumas dicas.

Vestindo o noivo em casamentos formais 

Eventos muito formais necessitam de um traje mais tradicional. Principalmente para os casamentos celebrados à noite, o ideal é escolher o fraque. Composto por um paletó mais curto na frente com pontas alongadas na parte de trás e uma calça riscada preta e cinza, com camisa branca de colarinho rígido, colete cinza claro e gravata cinza ou prateada, mais larga, essa é uma opção bastante formal.

A escolha do fraque como traje para o noivo deve ser bem avaliada, pois eventos durante o dia ou ainda com um estilo mais informal não combinam com a seriedade do modelo.

Usando a roupa certa em casamentos menos formais 

Em um festa de casamento durante o dia, em que todos, tanto noivos quanto convidados, podem estar mais à vontade, o ideal é a escolha de um terno. Nesses casos, ele pode tanto vir acompanhado de colete ou não, isso irá depender do estilo do noivo.

O terno é uma escolha democrática, afinal, ele cai bem em todos os tipos de corpos, pois existem diferentes modelos e cortes. Assim, é possível optar pelo terno ideal para o noivo. 

Escolhendo a cor do traje

No caso do fraque, a escolha da cor é mais rígida, até mesmo porque esse é um traje noturno. Sendo assim, necessariamente deverá ser de cor escura. Para quem fizer a opção pelo terno, existem mais possibilidades de acordo com o horário da celebração.

Para casamentos pela manhã, as cores mais claras como o bege e o cinza são uma boa opção, pois o horário é menos formal e pede tons mais leves. Já para a tarde, boas opções de cores são o azul marinho e o cinza escuro, que combinam principalmente com o entardecer. Mas se o evento for durante a noite, as melhores cores são o grafite ou o preto.

Existem as cores recomendadas e também uma cor que em geral não deve ser usada em nenhum horário do dia: o branco. Deixe a cor para o vestido da noiva, a menos que seja um uniforme oficial. Por outro lado, o preto é uma cor que cai bem em qualquer horário. 

Sendo um noivo elegante

Além da escolha do traje para o noivo, outros itens também devem receber atenção especial durante a definição do que usar no grande dia. A gravata é um dos itens da vestimenta do noivo que irá ter mais destaque, por isso, uma boa dica é não usar cores berrantes: ela pode ter uma cor diferente da preta ou prata, mas não deve ser exagerada. 

O sapato também precisa de atenção especial: deve sempre ser preto e social, a menos que seja uma cerimônia totalmente informal (como na praia, por exemplo). Usar sapatos de outra cor, sapatênis e outros calçados está totalmente proibido. A cor das meias também precisa ser planejada. Existem duas opções; a primeira é uma cor próxima à do terno ou do fraque, a outra é optar por um par da mesma cor dos sapatos.

É sempre importante lembrar que a dica mais importante é que o noivo utilize aquilo que o faz sentir confortável no grande dia. 

A organização do casamento é fundamental para que tudo saia como os noivos planejaram, isso engloba desde a escolha do local da festa, do traje para o noivo até a lista de presentes. Você tem dúvidas de como criar a sua? Confira nossas dicas e 5 acessórios que não podem faltar na lista de casamento. 

Buffet de casamento: veja nossa checklist para contratar o serviço

Temos uma enorme lista de tarefas a realizar para um casamento. Escolha de padrinhos, roupas, convidados, cerimônia e, claro, a festa. Por isso, é essencial que tenhamos muito cuidado na hora de contratar o buffet.

Vários itens devem ser analisados, como a degustação, a estrutura oferecida, o local onde será realizado o evento, horas de serviço etc.

Como existe uma grande variedade de buffets disponíveis, uma boa pesquisa anterior é fundamental para que tenhamos um bom serviço e uma festa de qualidade. Vamos dar aqui dicas valiosas na hora de fechar o contrato para buffets de casamento.

Degustação

Todos os buffets oferecem uma degustação para que os noivos escolham os pratos, bebidas e doces que serão servidos. Mas isso só não basta.

Além de procurar escolher o menu o mais diversificado possível, os noivos devem perguntar em quais tipos de copos serão servidas as bebidas, se eles oferecem gelo em cubo para whisky, opções diferentes para alimentos que possam causar alergias e outras dúvidas pertinentes. No caso dos refrigerantes, procure ter uma opção zero ou diet.

Como, geralmente, a cobrança é feita de acordo com número de convidados, procure saber a idade que configura crianças como pagantes ou não.

Estrutura do local

Tenha sempre em mente o número de convidados na hora de visitar o local onde será realizada a festa.

Veja se ele oferece uma boa área de circulação, acesso fácil aos banheiros, uma área de playground para as crianças, e uma área livre perto da cozinha para não causar grandes transtornos.

Tudo deve ser analisado antes com calma, para que não tenhamos uma festa com um grande número de pessoas em uma determinada área por exemplo, e outros locais praticamente vazios.

Música

Essa é uma questão complicada, pois envolve o gosto pessoal. De novo: tenha em mente os convidados e, dependendo deles, você pode ter uma música mais centrada em um determinado estilo ou época.

Mas, em geral, tendo uma banda ou DJ, o mais indicado é que a música seja bem eclética, passando por vários estilos e épocas, dessa maneira agradando todos os convidados.

Horas de serviço

Fique muito atento ao tempo de serviço do buffet que está no contrato. Eles costumam ser bem rígidos quanto a isso.

Imagine que a cerimônia seja em um local relativamente longe da festa, e no caminho possa haver algum imprevisto, como chuva forte ou más condições de estrada. Dessa maneira, os convidados chegarão atrasados, e obviamente os noivos vão querer que os serviços compensem esse atraso.

Histórico da empresa

Temos um número enorme de empresas que não cumprem o prometido e fornecem um serviço bem abaixo do que se esperava. O que, na maioria dos casos, resulta em falência.

Faça uma pesquisa prévia, converse com conhecidos que precisaram desse serviço recentemente, dê uma boa olhada na internet, veja a opinião de clientes e — principalmente — fuja das que têm fama de agir com má fé. Isso pode evitar grandes problemas na hora de fechar o contrato.

A escolha do buffet de casamento é ponto importantíssimo da cerimônia e que requer a máxima atenção dos noivos, pois um serviço de qualidade é essencial para se realizar uma grande festa.

Depois do sucesso da festa de casamento, as comemorações e eventos futuros podem ser feitos na nova casa. Para isso, indicamos que você aprenda a montar uma cozinha americana perfeita para festas, reuniões ou jantares românticos para os recém-casados.

Como escolher o véu e a grinalda para arrasar no casamento?

São tantos os preparativos para o casamento que muitas noivas podem se sentir perdidas no momento de tomar uma decisão. Uma etapa muito importante é a escolha do vestido e dos adereços que serão usados, e, assim, geralmente surge a dúvida: como escolher o véu e a grinalda ideais?

Toda noiva sabe da importância dessas peças para que o visual fique exatamente do jeito que ela sonhou para o grande dia. Por isso elas devem ser escolhidas com antecedência, devendo ser verificados os modelos, bordados, rendas, comprimento, aplicações e muito mais.

Vamos apresentar os tipos de peças e dar dicas para que você faça a escolha certa e arrase em seu casamento. Confira!

Dicas de como escolher o véu e a grinalda ideais

Tipos de véu

1. Véu catedral ou longo

Esse é o tipo de véu mais indicado para as noivas que desejam um visual tradicional e que vão se casar à noite.

Ele combina com os vestidos longos, já que possui de 2 a 5 metros, e é superfeminino. Pode ter detalhes em renda, bordados, aplicações ou ser confeccionado apenas em tule.

Tenha atenção para criar um look equilibrado com esse véu: evite usá-lo com vestidos que já têm uma cauda longa, pois isso pode pesar no visual.

2. Véu ponta de dedo

O véu ponta de dedo é ideal para as noivas que desejam se aproximar do estilo tradicional, mas não querem utilizar uma peça muito grande. Ele vai até a ponta dos dedos da mão, e também deve ser usado com vestidos longos.

Esse tipo de véu combina com penteados presos, semipresos ou soltos. Sempre faça testes antes do casamento para observar se o look está harmônico.

3. Véu cotovelo

Esse modelo fica na altura dos cotovelos da noiva, o que faz com que sua cintura fique em evidência. Assim, se quiser destacar essa parte do corpo, escolha um vestido com a cintura bem marcada.

Ele pode ser usado com vestidos curtos, midi ou longos, e os modelos de cauda devem ser evitados. Esse véu aceita diversos tipos de penteados, então escolha o que vai favorecer o seu rosto, criando um visual equilibrado e sofisticado.

4. Véu ombro

Por ser o tipo de véu mais curto (que vai até a altura dos ombros), ele pode ser usado em cerimônias mais informais, como em um casamento civil ou em uma cerimônia durante o dia.

Se você optar por um vestido tomara que caia, esse é o véu ideal, pois irá valorizar o decote. Também é indicado para noivas que vão se casar usando vestidos curtos.

Quanto ao penteado, é interessante escolher um preso, como o coque alto ou baixo, ou penteados em que os cabelos não ultrapassarão o comprimento do véu.

Tipos de grinalda

A grinalda funciona como um complemento do look. Você pode optar por não usá-la ou escolher um acessório discreto, apenas para segurar o véu. Caso queira usar, pode decidir entre os vários modelos disponíveis: tiaras, coroas com pedrarias, brilhantes ou flores, presilhas, entre outros.

As coroas e as tiaras dão à noiva um visual “princesa”, e são geralmente decoradas com pedrarias ou pérolas. Podem ser usadas com ou sem o véu, harmonizando com os detalhes do vestido escolhido.

Já as coroas de flores podem ser usadas por noivas que desejam construir um look mais delicado, com o cabelo preso ou solto. Elas também podem ser usadas com o véu, desde que a peça escolhida seja mais simples, sem bordados ou aplicações.

As presilhas ou arranjos ficam ótimos em coques, já que são colocados nas laterais do penteado.

O mais importante é escolher complementos que serão adequados ao tipo, local e horário da cerimônia, além de harmonizá-los com o seu vestido. Uma dica básica é a de que os acessórios mais delicados e sem brilhos são indicados para casamentos durante o dia e em locais abertos; já as peças mais tradicionais e brilhantes são ideais para as cerimônias noturnas e em locais fechados. 

Agora que você já sabe como escolher o véu e a grinalda tem tudo para estar linda no seu casamento. Para arrasar no seu dia, veja em nosso blog mais dicas. Descubra, por exemplo, como inovar na lista de presentes.

Conheça 5 festas de casamento econômicas e estilosas

Quando nos preparamos para o casamento, um “pequeno” detalhe que nos consome a atenção é a festa. Afinal, ela tem que ser tão marcante quanto a cerimônia, e os convidados devem ser bem servidos, com conforto e praticidade.

Saiba que, mesmo com esses tempos de crise e orçamento mais apertado, é possível fazer uma festa simples, bonita e marcante.

Com paciência e pesquisa, é possível utilizar um sítio de parente, festa com decoração de móveis antigos e até uma cerimônia para menos convidados. Vamos dar algumas dicas de festa de casamento mais econômicas.

1. Sítio ou chácara

287501d66b8c1f3a4d229618b878aee2
     decoração em estilo rústico
a169092999614f87085b3265b22fcbe7
a mesa, em madeira de demolição, traz aconchego

 

Caso você tenha um parente ou amigo que possua um sítio, veja se é possível realizar a festa lá. Pode ser que ele lhe ceda sem cobrar nada ou a um preço módico, o que já ajudaria, pois salões para recepção costumam ter preços salgados.

Veja se ele comporta o número de convidados que quer chamar, e use o que ele tiver (piscina, quadra) para fazer uma decoração mais simples e informal. Nesse caso o melhor é contratar um buffet, e talvez para os convidados sem carro o serviço de vans.

2. Miniwedding

 

d1610c57be6224760f14bdb6ae3c0424
a decoração ajuda a criar o clima intimista

 

Caso o orçamento tenha apertado, mas você ainda queira fazer uma cerimônia bacana, uma alternativa é fazer uma recepção menor, para menos convidados, ou o que atualmente está sendo chamado de miniwedding.

Esses eventos costumam ter no máximo 70 convidados, e geralmente a cerimônia e a festa são no mesmo lugar, o que facilita e é mais barato. O grande problema aqui é como selecionar os convidados.

Dê preferência para os parentes mais próximos e para os amigos que fazem parte de sua vida, e também tenha um número menor de padrinhos.

3. Casamento na praia

 

37dc2035cfcd763b44655d42c48d94e2
o visual compõe a decoração

 

Caso more em uma cidade litorânea, uma alternativa muito usada é realizar o casamento na praia. Obviamente será uma cerimônia muito simples, com uma decoração casual, realçando a natureza.

Um horário muito indicado para se realizar a cerimônia é ao entardecer, com a festa logo a seguir. Instrua os convidados a usarem roupas leves e confortáveis.

A maioria das praias não pede autorização para esse tipo de evento, mas caso queira fazer uma cerimônia maior veja tudo que é preciso legalmente para não ter problemas no meio da festa.

4. Casando em casa

 

2782a56bfc7bbc88eab8b924814eabe0
composição de fotos do noivos ficou linda na decoração

 

Caso os pais de algum dos noivos possuam uma casa espaçosa o suficiente, uma boa dica é usá-la para a cerimônia. Os móveis antigos podem dar o tom da decoração.

Como será realizada em casa, terá um tom mais intimista, com as lembranças da família sempre aparecendo, portanto deixe fotos, objetos e móveis que contam a história da casa como parte da decoração.

5. Festa de casamento clean

 

 

0865e03fbbf7cd904319070e0b0e2fbd
decoração simples e fácil de fazer

Uma boa alternativa é fazer um casamento clean, com vestido simples e sem exigência de traje para os convidados. Para decoração, use o conceito DIY (faça você mesmo) recicle, use o que já tem, invente.

Mostramos aqui algumas dicas de como realizar uma festa de casamento simples e mais em conta, sem abrir mão da elegância e diversão. Não se esqueça também de conferir os aplicativos que podem facilitar a vida dos recém-casados.

Vai casar em 2017? Conheça as tendências de vestidos de noiva!

Vemos diariamente uma grande quantidade de inovações da moda invadindo as lojas. E com os vestidos de noiva não é diferente: desde os clássicos até os mais modernos, inúmeras opções estão disponíveis para quem vai se casar.

Temos várias novidades em cortes, tecidos, comprimentos, cores, pedrarias etc. Como é um mundo vasto de opções, vamos mostrar aqui quais são as principais tendências de vestidos de noiva para 2017.

Cortes

Existem opções para todos os tipos de corpos e gostos. Ainda são muito procurados os vestidos com cortes princesa e cortes sereia. Para mulheres altas, recomenda-se o uso de cortes que se adaptam como uma segunda pele, com saias confeccionadas em tecidos leves.

Estão em alta os modelos com a saia mais volumosa e podem ser uma boa pedida. O vestido curto também vem sendo muito procurado, principalmente por noivas jovens, e pode ser adotado como um segundo vestido para a recepção.

Tecidos

O tule é um tecido sintético muito procurado — principalmente para a saia — e remete imediatamente ao look noiva-bailarina. O zibeline de seda é um tipo de tecido mais encorpado e proporciona um caimento armado, permitindo dobraduras e pregas. A musseline de seda é superdelicada, tem um caimento mais esvoaçante e muito brilho.

O mikado, também conhecido como zibeline diagonal, é muito indicado para vestidos lisos e estruturados. A renda chantilly é muito usada, tem ótimo caimento e é muito macia. Já a renda renascença é mais densa, com caimento mais estruturado e pouca transparência.

Decotes

Os decotes para os vestidos de noiva estão ficando cada vez mais ousados. O decote em “V” é indicado para quem tem seios volumosos, pois disfarça o volume.

O de um ombro só é bem moderno e combina com ombros estreitos. O decote quadrado favorece quem tem a cintura fina e o quadril largo. Uma forte tendência para esse ano é o decote nas costas, que pode ser profundo em “V” ou cruzado.

Cores

Atualmente, muitas mulheres optam por cores alternativas para o vestido de casamento. O creme, as variantes do bege, o champanhe e o pêssego trazem elegância, leveza e podem ser ótimas opções para a cerimônia civil. Tons dourados e rosa claro também são muito procurados. Quem quiser ousar mais ainda pode optar pelo marrom claro, que é uma forte tendência para vestidos de noiva.

Pedrarias

A vantagem de se usar pedrarias é que elas dão personalidade a qualquer tipo de vestido. As pérolas são muito versáteis, podendo ser usadas para festas diurnas e noturnas.

O strass é aplicado de forma artesanal e traz muito brilho ao vestido, por isso é mais indicado para a noite. O balão cristal traz um brilho delicado e, se for empregado em pequenas quantidades, também pode ser usado em cerimônias diurnas. Os chatons são os mais trabalhosos, aplicados um a um com linha, e trazem brilho intenso.

Vimos aqui as mais fortes tendências de vestidos de noiva para 2017. Caso você tenha gostado do nosso texto, não deixe de compartilhar com as suas amigas nas redes sociais!

Quer fazer uma horta vertical? Veja 6 passos importantes

Ainda que as residências estejam cada vez mais compactas, é difícil encontrar alguém que não tenha um cômodo que poderia ser melhor aproveitado. Em um pequeno cantinho inutilizado, é possível manter vasinhos com mudas de ervas, temperos e hortaliças para usar na culinária caseira.

Ficou interessado? Então aproveite o passo a passo para fazer uma horta vertical na sua casa!

6 passos importantes para fazer uma horta vertical

Antes de começar, certifique-se de que o local escolhido para a horta tenha contato com a luz natural indireta, pois ela é essencial para o desenvolvimento das mudinhas.

1. Aquisição do material

Se é a sua primeira experiência com trabalhos de jardinagem, você vai precisar adquirir alguns materiais que são básicos para a montagem da horta. Anote na lista:

  • Pá pequena;
  • Alicate;
  • Tesoura de poda;
  • Linhas e arame;
  • Vaso/jardineira;
  • Substrato e complementos;

2. Seleção das espécies

Essa é a parte mais divertida: selecionar o grupo de plantas que você quer manter na pequena horta. Além do gosto pessoal, é importante considerar as necessidades de cada espécie para saber se elas vão se adaptar ao ambiente de cultivo.

Se você não tem muita noção dessas características, pode pedir ajuda ao profissional responsável pelo viveiro de mudas ou de sementes. Ter a lista de espécies bem definida também facilitará a escolha do tipo de substrato ideal para a nutrição das mudinhas.

3. Escolha dos vasinhos

Além dos vasos e jardineiras tradicionais, você pode optar por outros recipientes na hora de compor sua horta vertical. Experimente utilizar bambu, cano de PVC, garrafa pet, latas, vidros de compota ou até mesmo canequinhas e bules velhos — um charme!

Na escolha de materiais recicláveis, é importante fazer um trabalho de acabamento para deixar a composição mais bonita. Você pode envolver os recipientes com corda de sisal ou pintura em tinta lousa para escrever o nome das espécies com giz. 

Se usar tinta comum, lembre de fazer a combinação de cores com o ambiente existente para manter o equilíbrio visual. Por fim, os recipientes alternativos também devem ser furados para que permitam o escoamento da água nos pratinhos da base.

5. Definição do suporte

Definidos os vasinhos, pense em que tipo de estrutura irá utilizar como painel vertical para apoiar a horta. Você pode encontrar elementos como esse em lojas de materiais de construção e optar entre treliças de metal, estruturas em alumínio ou grades de madeira.

Se preferir seguir a ideia dos materiais alternativos, aproveite os caixotes de madeira e pallets para criar um ripado. Outra ideia é utilizar uma pequena escada extensiva ou articulada como estrutura para abrigar todos os vasinhos.

6. Montagem da horta

Com tudo encaminhado, é hora de unir os elementos. Comece chumbando o seu suporte na parede ou prendendo o mesmo no teto com uma corda (caso queira uma horta vertical suspensa). Com o painel instalado no devido lugar, fure a parte de trás de cada vasinho para que esses possam receber ganchos individuais.

Faça uma pausa para o plantio. Procure preencher os vasos na seguinte ordem:

  • Argila expandida ou brita (5cm);
  • Terra ou substrato na espessura desejada (deixe 5cm distante da borda);
  • Muda com as raízes e o torrão (se precisar, remova o excesso de raiz).

Para plantar, faça um buraco raso no substrato e coloque a mudinha. Finalize cobrindo a base dessa com leves batidas, tomando cuidado para não compactar. Para finalizar, apoie os ganchos de cada vasinho no suporte vertical e curta a composição.

Com o tempo as plantas vão ocupando todo o espaço disponível nos vasinhos, portanto, não esqueça da manutenção e poda semanal para remover os ramos secos.

Viu só como é fácil fazer uma horta vertical estilosa? Aproveite que todas essas ideias estão fresquinhas para pensar no conjunto de plantas que deseja ter em casa. Assim, você adapta a composição da horta ao seu próprio estilo!

Para mais dicas, acompanhe o trabalho da Porminas no InstagramFacebook!

Escolhendo o apartamento ideal para o casal: o que levar em consideração

A escolha do apartamento ideal para quem pretende se casar não costuma ser uma tarefa fácil, já que uma série de fatores pesa na decisão por uma ou outra opção. Sendo assim, o que deve ser avaliado? Quais características o imóvel deve ter para satisfazer as necessidades do casal?

O apartamento ideal para o casal é aquele que preenche as suas necessidades. A melhor dica é não ter pressa e escolher bem entre todas as opções que se apresentarem. Acompanhe nosso post e confira o que deve ser levado em consideração na sua escolha!

Localização

A localização do imóvel é uma questão que deve ser muito bem avaliada, pois precisa suprir as necessidades básicas do casal.

Algumas pessoas fazem questão de morar em locais tranquilos, sem muita agitação. Outras, no entanto, buscam lugares onde o mais importante é ter acesso a diversos serviços, como mercados, bancos, transporte, etc. Contudo, é bem possível unir o útil ao agradável, visto que existem condomínios que oferecem lazer, serviços variados e segurança.

O ideal é que, antes de fechar qualquer negócio, você busque informações com a vizinhança sobre o local. As pessoas costumam colaborar e dar boas informações.

Também pode ser interessante visitar o local durante o dia e à noite. Assim, o casal terá suas impressões sobre barulho e segurança, bem como poderá entender melhor o trânsito local.

Tamanho do apartamento ideal para o casal

A tendência atual é economizar cada vez mais espaço e, assim, apartamentos com cômodos pequenos já são uma realidade. Por isso, é bem mais prático um apartamento funcional, em que seus ambientes sejam pequenos, mas que se adaptem às necessidades do casal.

Um exemplo disso são apartamentos com alguns cômodos grandes e outros mínimos, onde mal há espaço para locomoção – é o caso de cozinhas extremamente pequenas e banheiros.

Outro detalhe em relação ao tamanho do imóvel é a quantidade de quartos, que, de acordo com o que o casal planeja em relação à filhos, deve ser muito levada em conta.

Por isso, antes de comprar um apartamento, pense, reflita com seu parceiro, pese prós e contras e o que o esperam a curto e a longo prazo. Isso é bem melhor do que ter que se desfazer dele em um futuro próximo ou mesmo precisar fazer uma obra que, provavelmente, consumirá muitos custos.

Estado de conservação

Outro ponto que deve ser muito bem avaliado pelo casal é o estado de conservação do imóvel, quando não é o caso de uma primeira locação ou compra. O apartamento usado tem a vantagem de possuir um menor preço. Contudo, dependendo do estado de conservação, o barato pode sair caro em relação a reformas e incomodações.

Por isso, ao comprar um usado, é muito importante fazer algumas verificações antes de fechar o negócio. Telhados, instalações elétricas, revestimentos e pisos sofrem desgastes ao longo do tempo e devem ser bem conferidos, para que esse sonho não se transforme em pesadelo — com muitos gastos em pouco tempo.

Antes de fechar negócio

  • observe o valor do condomínio;
  • verifique as condições da garagem: manobra, ventilação, problemas com umidade e infiltração;
  • orientação do sol, para saber os momentos do dia nos quais o apartamento recebe luz solar.

Você gostou do nosso artigo sobre como encontrar um apartamento ideal para o casal? Aproveite e assine agora mesmo a nossa newsletter! Assim, você receberá nossas atualizações e ficará por dentro de outros assuntos interessantes como esse!

Saiba como o decorador pode ajudar no projeto do seu apartamento

Há quem pense que é apenas supérfluo, mas a decoração de um ambiente é muito importante. Além de deixar o lugar mais bonito e arrumado, ela influencia o nosso humor. As cores, o posicionamento da mobília e os objetos podem transmitir diferentes sensações. Porém, nem todo mundo sabe como fazer ou tem paciência para se preocupar com isso. A comodidade de uma ajuda especializada é apenas uma das vantagens que se tem ao  contratar um decorador.

Neste post, vamos mostrar como esse profissional pode deixar seu apartamento mais bonito, aconchegante e funcional.

O decorador vai saber o que é melhor para o seu projeto

A decoração de uma casa deve ser personalizada de acordo com os gostos e necessidades de quem mora nela. Para isso, é preciso entender que tipos de móveis mais se adequam às particularidades da família, quais as cores vão transmitir a energia adequada, como armazenar todos os pertences, como combinar os gostos e referências de cada um, entre outras questões.

Responder a todas essas perguntas é uma tarefa difícil para leigos, o decorador vai ajudar a resolver todas essas questões e trazer soluções adequadas para o projeto.

Escolhas certas que geram economia

É comum pensar que o decorador é um gasto a mais na reforma da casa, mas um projeto feito por um profissional pode ajudar você a economizar. Quem nunca comprou um móvel e depois, descobrindo que ele não se adequava às necessidades e conforto da família, teve que se desfazer?

O profissional vai ajudar a encontrar itens (tanto móveis, quanto objetos) que atendam às demandas específicas dos moradores, aproveitando o espaço da melhor forma possível e que tenham qualidade e durabilidade grande. Dessa forma, você não vai se preocupar em trocá-los por um bom tempo, economizando depois. 

Aproveitando o espaço

Hoje em dia, um problema muito comum em apartamentos é a falta de espaço. A decoração pode criar a sensação de que o ambiente é maior, além de fazer com que mais coisas caibam nele.

Um profissional cria soluções e traz ideias que transformam um pequena varanda em um espaço de lazer aconchegante, por exemplo. Também tem a capacidade de organizar cômodos que acumulem duas ou mais funções e planejar móveis que tornem o ambiente mais funcional.

Iluminação 

Comprar móveis e objetos bonitos é uma tarefa que o proprietário pode até tentar fazer sozinho. Mas, há aspectos da decoração que precisam de técnica, como a iluminação. A luz vai determinar o que vai receber destaque, valorizar quadros, objetos, paredes, etc.

Além disso, o tipo e a quantidade de luz em um ambiente vai determinar a sensação que ele vai passar. Os cômodos de maior atividade devem ter uma iluminação que favoreça a produtividade, já os quartos devem ter uma luz aconchegante e que acalme.

Por esses e outros tantos motivos, um decorador fará toda a diferença na sua casa. Só o profissional pode captar a personalidade da família, sua história, gostos e traduzir em uma decoração inteligente e funcional!  Restou alguma dúvida? Entre em contato com a gente! Teremos prazer em conversar com você!