4 dicas de decoração para aproveitar melhor a luz natural

A luz natural é uma alternativa sustentável e que proporciona mais economia na sua conta de luz. Portanto, é bom saber usufruí-la da melhor forma possível, já que a luz solar, além de deixar os espaços mais aconchegantes, ainda traz benefícios para nossa saúde por conta da produção da Vitamina D em nosso organismo. 

Para te ajudar a tirar o máximo de proveito da iluminação solar, vamos dar 4 dicas de decoração para aproveitar a luz natural! Pronta para tomar nota das nossas sugestões de ouro?

1. Use vidros em portas e janelas

A transparência do vidro é uma excelente opção para aproveitar a luz natural. Portas e janelas de vidro permitem uma maior claridade nos espaços, e ainda tornam cada canto da casa ainda mais elegante. Se você não quer abrir mão de sua privacidade, a alternativa é usar persianas nas janelas e vitrais nas portas. 

2. Aposte na decoração clara

Você sabia que os tons claros refletem a luz do ambiente, enquanto cores escuras diminuem a luminosidade no cômodo? Por isso, para usufruir a luz solar, nada melhor do que pintar as paredes de branco e usar no chão revestimentos como porcelanato ou madeira.

Lembrando que a cor dos móveis também influencia na claridade do ambiente. Se você não é fã de monocromatismo ou não quer, por exemplo, uma sala de estar toda branca, vale apostar em um móvel de cor escura para fazer um contraste bonito no cômodo. O legal é que o branco combina com tudo, especialmente com tons fortes, como o roxo, vermelho e o preto.

3. Invista na cobertura zenital

Denominada zenital, se refere a cobertura que permite uma iluminação que irradia de cima e que acontece quando o local desfruta de recursos como transparência e claraboias. Para a cobertura translúcida você pode usar materiais de policarbonato. São perfeitos para áreas como piscina ou deck.

Já a claraboia pode ser aplicada em tetos de madeira ou com vão. Dependerá do seu gosto pessoal ou do que mais combinar com o estilo de sua casa. O objetivo é trazer mais claridade aos espaços e desfrutar da luminosidade solar.

4. Faça um projeto focado em iluminação natural

Se você está reformando ou pretende comprar uma casa nova, a ideia é apostar em um projeto que considere as vantagens da iluminação solar desde o início. Inclua na obra uma maior quantidade de janelas e não se esqueça de atentar-se às posições para garantir a entrada do sol nos cômodos em determinadas horas do dia, como a parte da manhã, por exemplo. Vale fazer um bom planejamento já incluindo uma decoração coerente com suas intenções.

Aproveitar a luminosidade do sol é a melhor maneira de deixar sua casa mais aconchegante e também de economizar energia.Com as sugestões que demos no artigo vai ficar ainda mais simples tornar os ambientes do seu lar mais iluminados e com uma sensação única de conforto.

E aí, gostou das dicas de decoração para aproveitar luz natural? Que tal colocá-las em prática o quanto antes? E lembre-se de compartilhar este post nas redes sociais para que seus amigos também tenham a oportunidade de conferir estas sugestões valiosas!

É possível decorar um imóvel na planta?

Iniciamos o post já respondendo ao questionamento: sim, é possível decorar imóvel na planta! E o processo pode ser mais simples do que parece.

Por diversas razões, a tarefa de planejar a decoração de uma casa ou apartamento a que ainda não temos acesso gera insegurança e até medo de não dar certo. Mas, se levarmos em consideração alguns fatores — como o tamanho de cada cômodo e o estilo da decoração como um todo —, a elaboração do projeto ficará mais fácil. 

A seguir, daremos algumas dicas para que a decoração do seu lar seja bem-sucedida: 

Fatores que devem ser considerados ao decorar imóvel na planta

Antes de tudo, é preciso ter muita organização e planejamento. É muito comum a ansiedade tomar conta nessa hora, pois a oferta de produtos e móveis é muito grande. Muitas pessoas acabam se perdendo e até mesmo comprando tudo sem tomar algumas precauções imprescindíveis:

Análise da planta baixa

Nesse documento, é possível verificar o tamanho e a distribuição de cada cômodo, bem como todo o projeto elétrico, hidráulico etc. É a base do projeto do imóvel. Portanto, analise cada detalhe para começar a planejar o que será inserido nele. 

Busca por referências

Depois de verificar detalhadamente a planta do seu imóvel, você já pode começar a busca referências de decoração na internet, em revistas especializadas e em outros lugares. Se tiver algum tempo, vale a pena até visitar algumas lojas físicas para checar a qualidade de marcas que você encontrou virtualmente. 

Nessa hora, cuidado para não se perder em meio a tantas opções: lembre-se de que as referências devem ser buscadas de acordo com a planta do seu imóvel. Afinal, se ele é pequeno, por exemplo, não adianta você separar modelos de projetos feitos para grandes ambientes. 

Definição de um estilo geral

É hora de colocar suas ideias no papel e definir o estilo geral de seu futuro imóvel. Isso garante a harmonia entre todos os cômodos. 

Retrô, clássico, rústico, moderno, contemporâneo, oriental… Defina qual melhor se adaptará ao seu estilo de vida e às características da casa ou apartamento. Após a escolha, passe a colocar no papel as ideias de decoração para cada cômodo. 

Orçamento

Com o planejamento em mãos, é hora de descobrir o que pode ser feito realmente, do ponto de vista econômico e prático. Crie um orçamento total para a decoração do seu imóvel, baseado no seu poder aquisitivo e nos preços do mercado. Nessa hora também vale pedir a orientação de um profissional. 

É claro que nem sempre dá para adquirir tudo de uma vez; por isso é que esse planejamento financeiro é importante. Estabeleça as suas metas de decoração em curto, médio e longo prazo e vá priorizando o que achar mais importante.

Por exemplo, se a sua prioridade é ter um quarto aconchegante logo ao receber as chaves, comece por ele. Ou se é ter a cozinha já completamente montada com armários planejados, pode começar a poupar mais dinheiro pensando nela. 

Dicas de ouro para aproveitar espaços pequenos

Independentemente do tamanho do seu futuro imóvel, alguns espaços costumam “sobrar” na hora da decoração. É normal, pois geralmente nos preocupamos com os grandes detalhes, principalmente quando o projeto ainda está na planta. 

Mas se a sua futura casa for pequena, é ainda mais importante aproveitar cada centímetro, deixando tudo mais organizado e funcional. Dessa forma, com a planta do seu imóvel em mãos, siga as dicas a seguir para aproveitar os espaços pequenos:

  • Invista em móveis planejados e multiúso;

  • Coloque plantas para dar vida aos cantos da casa;

  • Use espelhos para ampliar ambientes;

  • Instale nichos nas paredes para livros e outros objetos;

  • Deixe as paredes (ou a maioria delas) com cores claras, também para ampliar ambientes. 

  • Mescle esses tons neutros da casa com objetos coloridos, que podem ser adquiridos aos poucos e, de preferência, após ter recebido as chaves. 

Agora que você já viu que é possível decorar um imóvel na planta, não deixe para a última hora e comece agora a planejar o lar dos seus sonhos!

Se você gostou das dicas ou tem alguma dúvida sobre o assunto, deixe aqui o seu comentário. 

 

Aprenda agora como escolher o tapete certo para sua casa

A escolha ideal do tapete para cada cômodo pode ser algo difícil as vezes, porém, ela é muito importante. Esse item tem a função de preencher o local e dar ao ambiente um ar de maior conforto e aconchego. Em contrapartida, a escolha errada dele pode fazer um cômodo parecer estranho ou inacabado.

Considerando o quanto esses itens podem ser caros, você com certeza irá querer fazer a escolha certa. Assim, no post de hoje, trouxemos três dicas que você precisa seguir para saber como escolher o tapete correto. Acompanhe!

Escolha bem as cores

A cor é o ponto de partida mais óbvio na hora de escolher um tapete. Se você já tem várias cores e padrões em seu espaço, você pode optar por um tapete de cor única, um neutro ou algo que complemente seus móveis. Se você quiser um tapete com muitos tons, o melhor é começar a decorar o local por ele e adicionar móveis e acessórios posteriormente.

Um tapete vai ser lido como um dos maiores “móveis” no espaço, por isso não deixe de levar em conta os tons do piso, paredes e outros acabamentos fixos ao selecionar essa peça. Porém, não precisa também ser demasiadamente conservador, afinal, um tapete bem modelado ou brilhante pode ser o ponto ideal para dar um up em seu ambiente.

Identifique a melhor textura

Este é provavelmente o aspecto mais negligenciado na escolha de um tapete, mas não deveria. Um quarto com uma mistura de diferentes texturas e ricas camadas ficará incrível se você definir bem o tom e trazer a atenção para a superfície do tapete. Há muitas opções além do poliéster básico.

Deixe os acabamentos dos seus móveis existentes guiá-lo e procure um bom contraste. Em móveis com assentos macios como o veludo, um tapete suave e duro como o sisal pode ser a resposta, enquanto um sofá de couro elegante combinará muito mais com um modelo macio como o Shaggy.

Tenha em mente aspectos práticos sobre a limpeza do tapete, e também considere se as pessoas idosas ou pessoas com mobilidade limitada, estarão usando a área quando pensar em como escolher um tapete. O próprio modelo em Shaggy, apesar de muito bonito pode ser perigoso para essas pessoas.

Não descuide do tamanho

Esse é um dos momentos mais importantes na hora de saber como escolher um tapete e, infelizmente, muitos erram nessa parte.

Seu novo item deverá caber em sua sala de estar (que não é necessariamente a sala inteira) e ser tão grande quanto possível dentro dela. Idealmente, todo o mobiliário deverá estar sobre o tapete, mas manter simplesmente as pernas da frente dos móveis já é algo muito bom e comum.

A ideia é que quando as pessoas se sentem no sofá, seus pés estejam sobre o tecido. No caso da mesa de jantar, você precisa ser capaz de puxar as cadeiras para trás e ainda manter todos sobre o tapete.

Quando a área de estar ocupa todo o cômodo (como é o caso frequentemente), também será preciso pensar sobre a orientação: salas quadradas ficam muito bem com tapetes quadrados ou redondos e salas retangulares, precisam de tapetes retangulares orientados na mesma direção.

Como vimos, você não precisa ser nenhum perito para saber como escolher tapete, porém, é preciso sempre manter esses pontos em mente para não errar na hora da compra.

Esperamos que tenha gostado do nosso post de hoje e que essas dicas possam ajudá-lo a fazer a melhor escolha para sua casa. Conhece mais pessoas que se interessariam por esse conteúdo? Então que tal compartilhar ele em suas redes sociais?

Aprenda como decorar um banheiro pequeno com estilo

As tendências de moradia caminham para espaços cada vez menores, já que os ambientes pequenos são práticos, podem sair mais em conta na hora de comprar ou alugar e comportam os novos casais e as famílias que, atualmente, optam por ter menos filhos. Com isso, os cômodos menores, como os banheiros, precisam de alguns truques na hora de decorar. Mas, como decorar um banheiro pequeno sem perder a elegância e otimizando o espaço?

No post de hoje você vai conhecer algumas dicas incríveis que vão deixar esse espaço da casa ainda mais bonito, com estilo e criatividade. Continue a leitura e saiba como ter o banheiro dos sonhos!

Use e abuse das cores claras

Os tons pastéis e o branco são os mais indicados para o banheiro, já que as cores neutras e claras trazem uma sensação de amplitude essencial aos ambientes com a metragem reduzida. Pisos e azulejos nessas cores ajudam ainda a trazer uma sensação de limpeza, essencial quando o assunto é o banheiro.

Uma dica interessante para quebrar a monotonia que o tom branco pode causar quando colocado em todo o banheiro é investir em detalhes coloridos que trarão um charme a mais ao espaço. Escolha uma pastilha colorida para fazer uma faixa no meio ou azulejos coloridos para colocar aleatoriamente nas paredes.

Aproveite os espaços

Usar a criatividade é um dos pontos mais importantes na hora de decorar um banheiro pequeno. Nessas situações, até o mínimo espaço pode ser aproveitado para a decoração e ajudar a armazenar seus objetos. Se for fazer um gabinete planejado, por exemplo, peça para que a bancada da pia continue até o espaço sobre o vaso sanitário. Lá, você pode colocar alguns objetos de decoração, como um difusor de aromas ou um vaso de flores.

Dessa forma, a bancada fica livre para que você armazene seus itens pessoais, sem deixar de lado a decoração.

Invista em espelhos

Um bom espelho pode ser o responsável por transformar o banheiro. Essa peça traz a sensação de amplitude ao espaço e deixa qualquer decoração mais elegante. De preferência, opte por espelhos grandes, que ocupem boa parte da parede.

Aposte na iluminação adequada

A iluminação direta é uma boa forma de dar destaque aos detalhes do banheiro e trazer uma sensação de amplitude ao ambiente. Distribuir lâmpadas dicroicas ou de LED nos cantos do ambiente, em frente ao espelho e sobre os objetos de decoração, trazem pontos focais ao espaço, trazendo um clima elegante e aconchegante.

Tenha cuidado com os excessos

Atenção na hora de escolher o que armazenar nesse espaço, principalmente se a casa possuir somente um banheiro. Deixe apenas itens de uso diário guardados dentro dos armários e cuidado para não preencher toda a bancada com produtos de beleza. Manter a ordem é fundamental para que a decoração apareça e seja o destaque principal dessa parte da casa.

Seguindo as dicas acima sobre como decorar um banheiro pequeno você consegue deixar este espaço harmonioso, prático para encontrar tudo o que precisa e ainda vai surpreender na decoração. Usar os espaços com prateleiras, bancadas e nichos e optar por itens que deem amplitude ao ambiente pode fazer toda a diferença.

Agora que você já sabe todas as dicas para decorar banheiro pequeno com estilo, que tal compartilhar este post em suas redes sociais e ajudar seus amigos também?

5 dicas incríveis para aproveitar todos os espaços da sua casa

Quem mora em lugares com cômodos pequenos sabe que aproveitar espaços é um desafio que se faz necessário, já que os poucos metros quadrados disponíveis exigem que até os menores cantinhos sejam bem utilizados. Entretanto, nem sempre é fácil saber o que fazer com aquele espacinho que surgiu entre os armários da cozinha ou aquele cantinho vazio embaixo da escada, não é?

Por isso, no post de hoje, você vai conferir algumas dicas incríveis para aproveitar até os espaços menores da sua casa, seja para decorar ou dar a eles uma função para armazenar objetos.

1. Faça das paredes suas aliadas

Não são somente os quadros decorativos que podem dar um ar elegante e criativo ao ambiente. Unindo estilo e praticidade, é possível escolher prateleiras de tamanhos, cores e formatos de muitos tipos para compor o ambiente e ainda aproveitar o espaço para expor objetos de decoração, livros e o que mais você desejar.

Na cozinha, a ideia de verticalizar a organização também é muito válida: você pode fazer prateleiras ao lado do fogão para guardar seus temperos; colocar barras de ferro e pendurar os utensílios de cozinha mais usados; usar ganchos para pendurar os panos de prato; e, ainda, usar prateleiras mais resistentes para deixar seus eletrodomésticos à vista e sempre à mão.

2. Aposte nos móveis sob medida

Nada melhor para aproveitar espaços do que investir em móveis feitos sob medida para eles. Os móveis personalizados têm o diferencial de serem produzidos nas medidas exatas de cada espaço, aproveitando tudo o que for possível.

Você também pode escolher o tipo de móvel e o que deseja armazenar em cada um, como prateleiras, gavetas, porta-temperos, entre outros.

3. Escolha móveis que tenham mais de uma função

Outra dica importante na hora de aproveitar os espaços é prestar atenção na escolha dos móveis. Que tal aproveitar para escolher um sofá que pode se transformar em uma cama? Ou em uma cama para o seu quarto com gavetas inferiores para armazenar roupas de cama e de banho?

Se o seu apartamento possuir alguma divisória, também é possível fazer um móvel para substituir a parede que divide a sala e a cozinha, por exemplo, e aproveitá-lo para guardar objetos de decoração, livros e até vinhos.

4. Integre os espaços

Os espaços integrados não só trazem uma sensação de amplitude ao local, mas também permitem que você tenha mais lugar para dispor os móveis e deixar corredores mais largos para circulação. Invista em móveis, como mesas, cadeiras e divisórias inteligentes para dividir os ambientes e deixar o espaço mais amplo e clean, sem deixar de aproveitá-lo.

5. Preste atenção nos cantinhos esquecidos

Aquele canto abaixo da escada que fica sempre vazio parece inutilizável para você? Com uma boa dose de criatividade, é possível transformar esse ambiente e ainda dar um charme a mais para a casa com um jardim de inverno, um home office e até um lavabo, se houver espaço. Mais uma vez, os móveis feitos sob medida entram em cena, já que podem ser produzidos de acordo com o tamanho do local.

Aproveitar espaços é sempre uma boa pedida e, unindo um pouco de criatividade, é possível utilizá-los para deixar sua casa mais prática e com muito mais estilo. Avalie os cômodos da sua casa, se inspire nas dicas acima e comece hoje mesmo a ter novas ideias para transformar a decoração do seu espaço!

Gostou das nossas dicas? Deixe sua mensagem para nós com dúvidas ou sugestões nos comentários abaixo!

Teto colorido: veja como usar essa técnica para decoração!

As cores são muito importantes para a decoração, dando um toque de alegria ao ambiente. Mas, as pessoas ainda têm dúvidas de onde colocar esse componente na casa. Para quem ama inovar, há uma tendência que está se fortalecendo em outros países: o teto colorido.

Investir em cores no teto complementa o ambiente e cria um elemento surpresa na decoração, já que a tendência geral é sempre valorizar as paredes. Além disso, é uma técnica barata de se executar, contribuindo para a economia. Neste post, você vai aprender como incluir essa novidade na decoração.

Teto colorido e a iluminação

Os tons do teto influenciam diretamente na iluminação do cômodo. Quando ele é pintado com cores claras, deixa o ambiente mais iluminado, pois reflete a luz do sol e das luminárias. Se for de cor escura, absorve a luz, fazendo com que ela se propague menos. Se essa for sua opção, compense com mais lâmpadas. Outra forma de conseguir um efeito diferenciado é investir em iluminação embutida no teto, e esse tipo de instalação cria diversos efeitos bonitos. 

Claro x escuro

Não é só a iluminação que é influenciada pelos tons das cores. As cores claras também criam um efeito de amplitude e passam a sensação de que o ambiente é mais alto do que realmente é. Se o seu pé direito for pequeno, essa é uma boa escolha. Já os tons escuros criam um efeito de teto mais baixo, ajudando a tornar ambientes elevados mais aconchegantes e conferindo personalidade ao local.

Combinação com as paredes

O teto colorido precisa harmonizar com as paredes do cômodo. Se escolheu uma cor impactante para cima, pinte os lados com tons neutros para deixar o lugar mais clean e amplo.

Se essa tendência agradou, mas você não quer abrir mão da cor nas paredes, a dica é casar o teto com uma delas, pode ser a da porta de entrada ou, então, a da cabeceira da cama. 

Brincadeira com estampas

As opções não se restringem à tons pasteis ou fortes. Uma forma de deixar o teto diferente, charmoso e divertido é criar uma estampa nele. Pode ser com a própria tinta, ou, então, aplicar um papel de parede. As tendências da vez são listras, figuras geométricas ou o floral clássico e romântico. 

Nos objetos ou nos móveis, você pode utilizar as mesmas cores da estampa ou as complementares, fazendo uma bonita composição. No quarto das crianças, essa técnica permite, ainda, criar um efeito lúdico combinando com o tema escolhido.

Harmonização com móveis e objetos

A cor do teto também precisa combinar com os móveis e objetos de decoração. Mas, isso é mais simples do que parece. Se a escolha for uma cor marcante, uma estampa, prefira tons neutros para os outros itens. Com essa dica não tem como errar, o ambiente vai ficar equilibrado. 

Faça você mesmo

Uma forma de tornar a decoração ainda mais barata é criar você mesmo um teto colorido. Não é difícil e um fim de semana de folga é o suficiente para concluir o projeto. O passo a passo é simples:

  1. Verifique se você já tem os materiais necessários, a tinta escolhida, bandeja, rolo, lixa e trincha;
  2. Cubra os móveis que ocupam o ambiente e o chão com uma lona ou plástico. Também coloque fita crepe nas bordas das paredes que circundam o teto;
  3. Se houver irregularidades na textura, lixe para ficar uniforme;
  4. Comece pintando as bordas do teto com a trincha, fazendo faixas com cerca de oito centímetros;
  5. Após pintar as bordas, coloque a tinta na bandeja, preparada de acordo com as indicações do fabricante, umedeça o rolo e passe na tinta tirando o excesso. Então, pinte a partir da borda da faixa de oito centímetros que você fez, sempre na mesma direção;
  6. Após três horas, repita o processo com a trincha e o rolo.

O ambiente com o teto colorido vai ser o ponto alto e diferente da sua decoração. Esta técnica serve para todas as casas e todos os ambientes, você pode alegrar banheiros, cozinhas, salas e quartos de adultos e crianças. Já escolheu sua cor preferida? Compartilhe estas dicas com seus amigos nas redes sociais e mãos à obra!

6 truques para aumentar o quarto e a cozinha

Melhorias no espaço são necessidades fundamentais nas casas em que os cômodos são pequenos. Quando falamos de cozinhas e quartos, em especial, essa necessidade é um pouco mais acentuada. A cozinha por ser um local de grande circulação e de muito trabalho, e o quarto por, naturalmente, possuir móveis maiores.

Pensando nisso, no post de hoje trouxemos alguns truques para aumentar o quarto e a cozinha que irão garantir a você maior mobilidade e sensação de amplitude. Acompanhe!

Truques para aumentar o quarto, a cozinha e outros cômodos

1. Aposte em cores claras

Para uma maior sensação de amplitude em seus espaços, aposte sempre em cores claras, como branco ou creme, tanto para as paredes quanto para os móveis. Cores escuras retêm a luminosidade e costumam a dar a impressão de que os ambientes são menores.

2. Use espelhos nas paredes para dobrar seu espaço

Espelhos, quando bem posicionados, conferem ao ambiente uma sensação de amplitude através de seus reflexos. É importante lembrar que, ao fazer uso de espelhos, todo o ambiente transmitirá a impressão de possuir o dobro do tamanho que realmente tem. Esse recurso não é bom para a cozinha, pois a gordura natural do local deixará os espelhos com aspecto ruim, mas é um ótimo truque para aumentar o quarto, por exemplo.

3. Elimine paredes

A integração de ambientes tem sido muito utilizada hoje em dia por arquitetos e decoradores e é especialmente indicada para espaços pequenos. Quando se faz essa integração entre os cômodos, a circulação de pessoas se torna mais fácil. Essa dica é ideal para cozinhas em conjunto com sala de estar ou sala de jantar.

4. Prefira móveis aéreos

Em imóveis com metragens reduzidas, cada espacinho precisa ser muito bem utilizado. Armários e estantes posicionados no alto, junto ao teto, poderão ser grandes aliados na hora de guardar coisas que não são utilizadas com frequência no dia a dia, permitindo que o espaço de circulação não seja comprometido.

5. Não crie barreiras na circulação

Na hora de montar o layout de sua casa, um ponto muito importante é saber fazer uma boa disposição dos móveis. Posicione os equipamentos, como fogão, geladeira, baú, entre outros, sempre lado a lado ou em forma de U. Fazendo assim, você evita que a passagem seja comprometida e proporciona um maior espaço de circulação para as pessoas, além de transmitir a impressão de que o ambiente é mais amplo.

6. Acerte na escolha dos móveis

Na hora de escolher e comprar móveis é adequado evitar peças grandes que ocupem muito espaço nos ambientes. Peças transparentes, como bancos e cadeiras em acrílico, assim como mesas com tampos de vidro, são ótimas escolhas. Esses itens reduzem as barreiras visuais do local e melhoram a sensação de espaço no ambiente.

Como vimos, com esses pequenos truques para aumentar o quarto e a cozinha é possível causar uma impressão de maior amplitude nos ambientes. E aí, gostou do nosso post de hoje? Deixe um comentário, nos dê sua opinião e mande outras dúvidas sobre o tema.

Como montar um home office bem estruturado?

Trabalhar em casa pode ser prático e econômico, mas é importante ter disciplina e um ambiente favorável para manter a concentração e a produtividade.

Tenha em mente que o escritório em casa será o lugar onde você passará a maior parte do dia, portanto ele deve ser agradável, bem-arejado e iluminado.

Confira algumas dicas práticas e o que você deve levar em consideração ao montar um home office perfeito.

Leve em conta a ergonomia ao montar um home office

Se você trabalha a maior parte do dia em frente ao computador, regule corretamente a altura da cadeira em relação à mesa, procurando deixar os pés sempre apoiados no chão e os cotovelos no nível da mesa para digitação. Regule também o brilho do computador para evitar cansaço visual e procure ter uma tela de bom tamanho para fluidez de leitura. Com esses pequenos cuidados, você evita dores ao final do dia e até problemas de saúde mais sérios no futuro.

Decore, mas não abuse

Você pode decorar seu local de trabalho para torná-lo mais aconchegante e familiar, mas tenha bom senso. Evite elementos de cores muito pesadas, excesso de objetos e informações. Prefira itens leves e de cores mais neutras, que não chamem muita a atenção na hora do trabalho e ajudem a relaxar nos momentos de pausa.

Saiba iluminar

Utilize ao máximo uma fonte de luz natural ao montar um home office. Além do bem-estar e da economia, ter uma janela aberta em seu escritório é extremamente benéfico, tanto na produtividade quanto nos momentos de pausa. Em relação às lâmpadas, procure não utilizar modelos de luz muito forte, principalmente para a área da mesa (lembre-se que você já tem a tela do computador).

Mantenha também arquivos e impressoras iluminadas o suficiente para evitar cansaço e perda de tempo ao procurar objetos e documentos.

Evite as distrações e organize-se

Em casa é muito fácil se distrair. Televisão, telefone, crianças, animais de estimação e até mesmo as redes sociais: tudo isso pode atrapalhar o seu rendimento.

Organize seus horários para fazer tudo o que precisa em casa e não ser interrompido. Mantenha também tudo o que você precisa para trabalhar ao seu alcance, pois até uma simples ida a outro cômodo pode ser uma distração e tanto. Se possível, tente montar um home office bem ao lado de um banheiro e tenha um frigobar à disposição.

É importante, ainda, organizar muito bem seus papéis para evitar perdas de tempo ao procurá-los. Você pode ter uma estante prática, moderna e espaçosa para organizá-los.

Respeite as pausas

Respeite os momentos para descanso. Não almoce na mesa de trabalho; vá para a cozinha e o faça com tranquilidade. Tenha um cantinho para pausas, como um sofá ou poltrona, e procure relaxar antes de voltar para o trabalho.

Observando pequenos detalhes como iluminação, ergonomia, organização e praticidade, fica muito mais fácil montar seu home office. Ele é seu local de trabalho, por isso deve ser agradável, bem-iluminado e simples para evitar distrações.

Gostou dessas dicas? Conhece outras dicas para montar um home office adequado? Então deixe seu comentário no post!

5 dicas para planejar a decoração da sua casa

A decoração de uma casa não se resume à beleza dos ambientes. Além da parte estética, um bom projeto de decoração deve levar em conta outros fatores, como as condições financeiras de cada pessoa, o espaço disponível e, principalmente, a funcionalidade do local para que, não apenas bonito, o seu lar se transforme em um ambiente de aconchego e bem-estar para você e sua família.

Pensando nisso, hoje selecionamos 5 dicas para planejar a decoração da sua casa e deixá-la ainda mais incrível. Confira!

Pesquise antes de iniciar a decoração

Seja por meio da internet, de revistas ou de profissionais especializados, uma das melhores formas de arrasar na decoração da sua casa é realizando pesquisas a respeito do assunto.

Elas serão a sua fonte de inspiração e informação para a compra de objetos e móveis, para a escolha de cores e revestimentos e, certamente, ajudarão você a unir tudo isso em um ambiente funcional, elegante e dentro do orçamento.

Aproveite cada centímetro da sua casa

Uma casa bem decorada é aquela com um ótimo aproveitamento de espaços.

Por isso, antes de sair por aí para comprar os móveis que irão preencher os cômodos da sua residência, procure medir os espaços disponíveis para aproveitá-los ao máximo, jamais se esquecendo que móveis desproporcionais, além de prejudicar a estética, podem acabar com a funcionalidade do local.

Uma boa dica é apostar em móveis planejados ou sob medida, que têm por característica aproveitar cada centímetro da área disponível, respeitando o gosto e o estilo de cada pessoa, em projetos personalizados para a sua casa.

Escolha cores que combinem com o seu estilo

Agregando beleza aos cômodos, as cores possuem um simbolismo que pode ser aproveitado ao decorar a sua casa. Paredes, objetos, móveis e enxovais podem estar conectados de forma harmônica em seu projeto de decoração para criar um efeito visual surpreendente.

Cores vivas e vibrantes como vermelho, verde e roxo ficam ótimas em locais de grande circulação de pessoas, como a sala de estar.

Nas paredes, caso você não queira chamar toda a atenção para essas cores, faça uso das mesmas em apenas uma das superfícies; nas demais deixe que predomine um tom de branco suave e tradicional.

E que tal um quarto aconchegante, com tons de rosa, areia ou palha, excelentes para um cômodo onde você irá relaxar e desfrutar dos seus momentos de descanso?

Faça um planejamento

Um projeto de decoração montado de forma aleatória e displicente tem grandes chances de não dar muito certo. Sair por aí simplesmente comprando tudo, sem planejamento, não é uma boa atitude para quem deseja decorar uma casa sem exageros e desperdícios.

Assim, se você elaborar uma lista, na qual estejam previstos todos os objetos, móveis, tintas e demais itens para a decoração da sua casa, certamente irá minimizar erros em suas escolhas, diminuirá os gastos e terá um resultado final fantástico e sem surpresas desagradáveis.

Nessa etapa, defina também o seu orçamento, quanto tem disponível e quanto está disposto a gastar em decoração, para que tudo esteja dentro dos seus limites e das suas condições.

Estime um tempo para a realização da decoração em sua casa

Principalmente para quem trabalha, está com data marcada para se mudar para a casa nova ou tem filhos pequenos, ter uma noção do tempo que levará decorar o imóvel é muito importante para evitar transtornos.

Converse com os profissionais que farão serviços em seu imóvel, informe-se a respeito do prazo de entrega de móveis e outros itens de decoração que você tenha comprado em lojas físicas ou pela internet. Com isso, procure manter tudo sob controle para finalizar a decoração da sua casa no prazo esperado e desfrutar dos resultados sem preocupações.

Viu só como planejar a decoração da sua casa fica muito mais fácil com um pouco de planejamento, organização e escolha dos recursos corretos?

Gostou das nossas dicas? Então deixe um comentário em nossa página com as suas ideias, dúvidas e sugestões a respeito do assunto!

Aprenda a fazer combinação de cores como uma profissional

A decoração da casa é um reflexo da nossa personalidade. Através das cores, podemos transmitir um pouco da nossa essência, além de sensações como tranquilidade ou descontração. Diferentes tonalidades também podem te ajudar a dar impressão de um espaço maior em ambientes pequenos e a evidenciar ou esconder pontos específicos de um cômodo. Mas como utilizar a combinação de cores a favor da composição da sua casa?

Entre móveis, pisos, paredes e acessórios, escolher uma cor que harmonize as preferências dos moradores com o ambiente pode ser um desafio. Por isso, separamos algumas dicas de combinação de cores para te ajudar a planejar a composição da sua casa e deixá-la ainda mais elegante e harmoniosa. Confira e inspire-se!

Como fazer a combinação de cores na decoração?

Dos diferentes tons de azul que tornam um quarto um ambiente tranquilo e aconchegante até o vermelho e o laranja que deixam a cozinha com gostinho de quero mais na hora de preparar as refeições: as cores são responsáveis por transmitir e despertar diversas sensações e colaborar diretamente para o bem-estar dos moradores.

Temos algumas dicas sobre diferentes tipos de combinação de cores e como aplicá-las nos cômodos sem deixar de lado o equilíbrio e a harmonia de elementos. Veja abaixo:

Complementar

Sabe aquelas salas imponentes com cores fortes, como o azul e o laranja, que na teoria poderiam não dar certo, mas na prática funcionam perfeitamente? A combinação de cores complementar é feita por tons que ficam opostos no círculo cromático. Ela pode misturar tonalidades frias e quentes e também é conhecida como harmonia oposta.

Para utilizá-la, escolha uma cor de base e outra para pontuar certos elementos do ambiente. Por exemplo, use o verde nas paredes e opte por um sofá ou aparador vermelho. As cores neutras entram em outros pontos, como um abajur ou centro de mesa branco, garantindo a harmonia da composição. A combinação de cores complementar é a prova de que os opostos se atraem.

Monocromática

Nesse tipo de combinação de cores, os muitos tons de uma única cor garantem destaque e um visual sóbrio. A combinação monocromática de cores consiste em utilizar diferentes tons de uma mesma cor.

O verde e o azul são cores primárias frias que, em diferentes tons, dão a sensação de tranquilidade e harmonia, pois remetem à natureza e à espiritualidade. Ótimas para cômodos como varandas, salas e quartos. A combinação de cores monocromática também é conhecida como tom sobre tom.

Tríade

Para a combinação de cores com a mesma distância entre si no círculo cromático damos o nome de tríade. Composta por cores bem contrastantes e vibrantes, como vermelho, azul e amarelo, a combinação de cores tríade costuma ser mais vista em ambientes lúdicos, como o quarto infantil. Roxo, verde e laranja é outro exemplo de combinação de cores tríade que se equilibram entre si.

Análoga

A combinação de cores análoga consiste em tonalidades que aparecem juntas em sequência na roda de cores. Um dos pontos-chaves para se utilizar a combinação análoga é o equilíbrio: opte por um tom como base, outro como complementar e o último para pontuar a composição. Bons exemplos de combinação de cores análoga são vermelho, laranja e amarelo ou vermelho, roxo e azul.

Além da combinação de cores, outra dica importante para compor um ambiente é a iluminação. Ela pode variar ou destacar a tonalidade de uma coloração, além de ajudar a ampliar ou diminuir espaços.

Gostou dessas ideias? Então siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de todas as dicas para decorar sua casa como uma profissional!